sexta-feira, 31 de agosto de 2012

OBRAS 2012 - CONSTRUÇÃO DO PERGOLADO - COBERTURA DA ÁREA EXTERNA DA PARÓQUIA N. SRA APARECIDA

NESSA SEXTA, 31 DE AGOSTO, RETIRARAM AS ESCORAS DA LAJE.
VEJAM COMO ESTÁ FICANDO GRANDE E BONITO ESSE NOVO ESPAÇO.



COM JESUS E MARIA, REZANDO PELAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Nesse domingo, 02 de setembro, na missa das 19h00 nossas pastorais e movimentos receberão a benção do envio para mais uma missão. É que estão chegando as eleições e a igreja se preocupa muito com as pessoas que se sentem despreparadas para escolher um bom candidato.
Vamos visitar as famílias, rezar com elas o terço, meditar um texto elaborado pela igreja, sem indicar  um candidato. A igreja, principalmente falando de nossa paróquia, não está apoiando ninguém.
A seguir postarei um gráfico com as ruas e as pastorais responsáveis por passar por elas. O gráfica se refere apenas à região da Matriz Nossa Senhora Aparecida, mas os agentes responsáveis pelas comunidades, São Domingos Sávio, Santa Teresinha do Menino Jesus, São Cristóvão e São Miguel Arcanjo também farão as visitas em suas respectivas comunidades.



Dia Litúrgico: Sexta-feira da 21ª semana do Tempo Comum


Evangelho (Mt 25,1-13): Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: «O Reino dos Céus pode ser comparado a dez moças que, levando suas lamparinas, saíram para formarem o séquito do noivo. Cinco delas eram descuidadas e as outras cinco eram previdentes. As descuidadas pegaram suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. As previdentes, porém, levaram jarros com óleo junto com as lâmpadas. Como o noivo demorasse, todas acabaram cochilando e dormindo. No meio da noite, ouviu-se um alvoroço: ‘O noivo está chegando. Ide acolhê-lo!’. Então todas se levantaram e prepararam as lâmpadas. As descuidadas disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’. As previdentes responderam: ‘De modo algum, pois o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar dos vendedores’. Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa do casamento. E a porta se fechou. Por fim, chegaram também as outras e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’. Ele, porém, respondeu: ‘Em verdade vos digo: não vos conheço!’. Portanto, vigiai, pois não sabeis o dia, nem a hora».
Comentário: Rev. D. Joan Ant. MATEO i García (La Fuliola, Lleida, Espanha)
Em verdade vos digo: não vos conheço
Hoje, sexta-feira da XXI Semana do Tempo Comum, o Senhor nos lembra, no Evangelho, que devemos sempre vigiar e nos preparar para o encontro com Ele. À meia-noite, a qualquer momento, podem bater à porta e convidar-nos a sair para receber o Senhor. A morte não marca hora. Assim, “vigiai, pois não sabeis o dia, nem a hora.” (Mt 25,13).

Vigiar não significa viver amedrontado e angustiado. Quer dizer viver responsavelmente nossa vida de filhos de Deus, nossa vida de fé, esperança e caridade. O Senhor espera continuamente nossa resposta de fé e amor, constantes e pacientes, em meio das ocupações e preocupações que vão tecendo o nosso viver.

E esta resposta só nós podemos dá-la, você e eu. Ninguém pode fazer isso por nós. Isso é o significa a negativa das virgens prudentes em ceder um pouco de seu azeite para as lâmpadas apagadas das virgens ignorantes: “É melhor irdes comprar dos vendedores” (Mt 25,9). Assim, nossa resposta a Deus é pessoal e intransferível.

Não aguardemos um “amanhã” —que talvez não venha— para acender a lâmpada de nosso amor para o Esposo. Carpe diem! Há que viver cada segundo de nossa vida com toda a paixão que um cristão pode sentir pelo seu Senhor. O ditado é conhecido, mas não nos custa lembrá-lo: “Vive cada dia de tua vida como se fosse o primeiro dia de tua existência, como se fosse o único dia do qual dispomos, como se fosse o último de nossa vida”. Um chamado realista à necessária e sensata conversão que devemos alcançar.

Que Deus nos dê a graça em sua grande misericórdia de que não ouçamos, na hora final: “Em verdade vos digo: não vos conheço!" (Mt 25,12), quer dizer, “nunca tivestes nenhuma relação nem convivência comigo”. Tratemos com o Senhor nesta vida de modo que sejamos conhecidos e seus amigos no tempo e na eternidade.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

SOBRE AS ELEIÇÕES 2012


É bom que nós padres tenhamos cuidado nesse tempo de campanha eleitoral: não devemos apontar este ou aquele candidato, mas sim orientar e iluminar as consciências para o voto consciente e maduro.
E nenhum candidato deveria usar nosso nome ou o espaço de nossas comunidades para interesses particulares.
Somos do “interiooooorrrrrr”, e como os políticos ficam "atiçados" nessa época para aproveitarem-se do aglomerado religioso?! Os políticos "piram" na(s) Igreja(igrejas). Tem gente que nessa época passa a ter mais fé que todos os santos juntos!!!

Pe.Rodrigo, pároco.


ESCALA DO MÊS DE SETEMBRO/2012 - LEITORES E ACOLHIDA


 

Dia 01 - Sábado – 19h00
.
Comentarista: PATRICIA ROSA
1ª Leitura: ALINE
2ª Leitura: GIOVANA
Oração da Assembléia: SANDRA PEREIRA
Entregar folhetos/fazer coleta/Marcar Intenções/Cuidar do ofertório: CATEQUESE
.
Dia 02 - Domingo – 19h00
.
Comentarista: SARA LÚCIA
1ª Leitura: EUNICE
2ª Leitura: ARUSA
Oração da Assembléia: DEBORAH
Entregar folhetos/Fazer Coleta /Marcar Intenções:/Cuidar do Ofertório: RCC
.
Dia 06 - Quinta-Feira – 19h00 – Benção do Santíssimo
.
Comentarista/ Oração da Assembléia: PAULO CESAR
Leitura: SANDRA
Salmo Responsorial: MAZICO
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): MESCs
.
Dia 07 - Sexta-Feira – 19h00 – Missa das Bênçãos
.
Comentarista: ROSI
Leitura: ANTONIO DE PAULA
Salmo Responsorial: MARIA AUXILIADORA
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): IRMANDADE N S APARECIDA
.
Dia 08 - Sábado – 19h00
.
Comentarista: RICARDO
1ª Leitura: EUNICE
2ª Leitura: LUCIANA FREIRE
Oração da Assembléia: ARUSA
Entregar folhetos/fazer coleta/marcar Intenções/cuidar do Ofertório: MARIA PIEDADE / ISABEL CRISTINA / LUZIA MARIA
.
Dia 09 - Domingo – 19h00
.
Comentarista: VALERIA
1ª Leitura: RICARDO ALEXANDRE
2ª Leitura: LUIZ
Oração da Assembléia: REGINA CELIA
Entregar folhetos/Fazer coleta/Marcar Intenções/Cuidar do Ofertório: VICENTINOS
.
Dia 13 - Quinta-Feira – 19h00 – Benção do Santíssimo
.
Comentarista/ Oração da Assembléia: LUCIANA
Leitura: EDNA
Salmo Responsorial: NAIR DE FATIMA
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): MESCs
.
Dia 14 - Sexta-Feira – 19h00 – Missa das Bênçãos
.
Comentarista: MARIA AUXILIADORA
Leitura: BENEDITA VITÓRIA
Salmo Responsorial: MARIA RODRIGUES
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): IRMANDADE N S APARECIDA
.
Dia 15 - Sábado – 19h00
.
Comentarista: MARIA AUXILIADORA
1ª Leitura: GERALDO RAMOS
2ª Leitura: SANDRA PEREIRA
Oração da Assembléia: ROSANA GODOI
Entregar folhetos/fazer coleta/marcar Intenções/cuidar do Ofertório: MOVIMENTO MÃE RAINHA / CAPELA NS FATIMA
.
Dia 16 - Domingo – 19h00 - DÍZIMO 
.
Comentarista: REGINA CELIA
1ª Leitura: AILTON
2ª Leitura: VALÉRIA MARTINELLI
Oração da Assembléia: NAIR DE FÁTIMA
Entregar folhetos / Marcar Intenções/Fazer coleta / Cuidar do Ofertório:  PASTORAL DO DÍZIMO
.
Dia 20 - Quinta-Feira – 19h00 – Benção do Santíssimo    
.
Comentarista/Oração da Assembléia: PAULO CESAR
Leitura: ANA LUCIA
Salmo Responsorial: SANDRA
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): MESCs  
.
Dia 21 - Sexta-Feira – 19h00 – Missa das Bênçãos
.
Comentarista: ISABEL CRISTINA
Leitura: TEREZA
Salmo Responsorial: MARIA RODRIGUES
Acolhida(Marcar Intenções/Coleta): IRMANDADE N S APARECIDA  
.
Dia 22 - Sábado – 19h00
.
Comentarista: ALINE
1ª Leitura: RICARDO
2ª Leitura: SANDRA PEREIRA
Oração da Assembléia: PATRICIA ROSA
Entregar folhetos/marcar Intenções/fazer coleta: LUZIA MARIA / ISABEL CRISTINA / MARIA PIEDADE
Cuidar do Ofertório: PASTORAL DA FAMÍLIA
.
Dia 23 - Domingo – 19h00
.
Comentarista: DEBORAH
1ª Leitura: FLAVIA
2ª Leitura: SARA LUCIA
Oração da Assembléia: RICARDO ALEXANDRE
Entregar folhetos / Marcar Intenções: TATIANY / FERNANDO / SARA
Cuidar do Ofertório/ Fazer coleta:  PASTORAL DA CRIANÇA
.
Dia 27 - Quinta-Feira – 19h00  
.
Comentarista/Oração da Assembléia: NAIR DE FATIMA
Leitura: EDNA
Salmo Responsorial: GIOVANA
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): MESCs
.
Dia 28 - Sexta-Feira – 19h00 – Missa das Bênçãos
.
Comentarista: MARIA RODRIGUES
Leitura: TEREZA
Salmo Responsorial: MARIA EUGENIA
Acolhida (Marcar Intenções/Coleta): IRMANDADE N S APARECIDA
.
Dia 29 - Sábado – 19h00
.
Comentarista: ANA LUCIA
1ª Leitura: LUCIANA FREIRE
2ª Leitura: ARUSA
Oração da Assembléia: MARIA RITA
Entregar folhetos / marcar Intenções / fazer coleta / cuidar do ofertório: FESTEIROS
.
Dia 30 - Domingo – 19h00
.
Comentarista: VALERIA
1ª Leitura: RICARDO ALEXANDRE
2ª Leitura: DEBORAH
Oração da Assembléia: ALINE
Entregar folhetos / Marcar Intenções / Cuidar do Ofertório/ Fazer coleta: TATIANY / FERNANDO / SARA / MARIA PIEDADE
 

SENHA DO DIA 30 DE AGOSTO DE 2012


Bom dia !!

Jesus nos deixou a medida do amor e da fidelidade: Até à morte.
Não temer nem mesmo perder a própria vida em nome da fidelidade a Deus.
Por amor à sua Palavra.
Certamente quem é fiel tem uma recompensa, mas não o devemos ser por esse motivo e sim por acreditar na Palavra.
Por amar a Deus fazendo a sua vontade.
Em momentos difíceis é compreensível que peçamos a Deus para afastarde nós aquele sofrimento, é natural e até o próprio Jesus o fez. Porém, imediatamente ele acrescentou: "Não a minha mas a tua vontade seja feita. "
No extremo da dor gritou ainda "Meu Deus Meu Deus, por que me abandonaste?" Mas concluiu dizendo "Em tuas mãos entrego meu espírito."
E qual foi o resultado? -A Ressurreição.

Para hoje, dia 30 de Agosto 2012:


" SER FIÉIS À PALAVRA "

Abraços,

Apolonio




Olá Pessoal,

Novamente de 31/08 a 08/09 estarei viajando. Nessas viagens nem sempre tenho tempo de acessar a internet todos os dias, portanto, se não mandar a mensagem será por esse motivo.
Unidos na Palavra,
Apolonio

PROCLAMAS DE CASAMENTO


Desejam contrair o sacramento do matrimônio na Paróquia Nossa Senhora da Piedade

LUIS FILIPE MANHÃES DE MACEDO SILVA
E
FABIANA APARECIDA DE ARAÚJO SILVA

(Cerimônia dia : 22/09/2012 às 18h00)

OBS: Se alguém souber de algum impedimento favor avisar no escritório paroquial. Obrigado! 

Dia Litúrgico: Quinta-feira da 21ª semana do Tempo Comum


Evangelho (Mt 24,42-51): Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: «Vigiai, portanto, pois não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. Ficai certos: se o dono de casa soubesse a que horas da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada. Por isso, também vós, ficai preparados! Pois na hora em que menos pensais, virá o Filho do Homem. Quem é o servo fiel e prudente, que o Senhor encarregou do pessoal da casa, para lhes dar alimento na hora certa? Feliz aquele servo que o senhor, ao chegar, encontrar agindo assim. Em verdade vos digo, ele lhe confiará a administração de todos os seus bens. O servo mau, porém, se pensar consigo mesmo: ‘Meu senhor está demorando’, e começar a bater nos companheiros e a comer e a beber com os bêbados, então o senhor desse servo virá num dia inesperado e numa hora imprevista. Ele o excluirá e lhe imporá a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes».
Comentário: Albert TAULÉ i Viñas (Barcelona, Espanha)
Estejam preparados
Hoje, o texto evangélico nos fala sobre a incerteza do momento em que virá o Senhor: «Vigiai, portanto, pois não sabeis em que dia virá o vosso Senhor» (Mt 24,42). Se quisermos que nos encontre velando no momento de sua chegada, não podemos nos distrair nem dormir: temos de estar sempre preparados. Jesus dá muitos exemplos desta atenção: o que vigia se vem um ladrão, o servo que deseja comprazer a seu amo... Talvez nos falasse hoje de um goleiro de futebol que não sabe quando nem de que maneira virá a bola...

Porém, talvez, devêssemos antes esclarecer de qual vinda nos fala. Trata-se da hora da morte?; Trata-se do fim do mundo? Certamente, são vindas do Senhor que Ele deixou na incerteza exatamente para provocar em nós uma atenção constante. Porém, fazendo um cálculo de probabilidades, talvez ninguém de nossa geração venha a ser testemunha de um cataclismo universal que ponha fim à existência da vida humana neste planeta. E, pelo que se refere à morte, isto só vai acontecer uma vez. Mas, enquanto esta não chega, não haverá nenhuma outra vinda mais próxima ante a qual convenha estar sempre preparados?

«Como passam os anos! Os meses se reduzem a semanas, as semanas a dias, os dias a horas, e as horas a segundos...» (São Francisco de Sales). Cada dia, cada hora, em cada instante, o Senhor está próximo da nossa vida. Através de inspirações internas, através das pessoas que nos rodeiam, dos fatos que se vão sucedendo, o Senhor chama à nossa porta e, como diz o Apocalipse: «Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa e tomaremos a refeição, eu com ele e ele comigo» (Ap 3,20). Hoje, se comungamos isto voltará a acontecer. Hoje, se escutamos pacientemente os problemas que outro nos confia ou, damos generosamente nosso dinheiro para ajudar numa necessidade, isto voltará a acontecer. Hoje, se em nossa oração pessoal recebemos —repentinamente — uma inspiração inesperada, isto tornará a acontecer.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

CATEQUESE - "Oração não é tempo perdido", diz Papa


''João Batista não é apenas um homem de oração, de contato constante com Deus, mas também um guia para este relacionamento'', destacou o Papa



O Papa Bento XVI dedicou a catequese desta quarta-feira, 29, à memória litúrgica a São João Batista. Bento XVI destacou que a celebração do martírio de São João Batista ajuda os cristãos a se lembrarem do compromisso com o amor de Cristo, e que esta fidelidade só pode acontecer se for sólido o relacionamento com Deus, de forma que a oração não é tempo perdido.

Acesse.: NA ÍNTEGRA: Catequese de Bento XVI – 29/08/2012
“Oração não é tempo perdido, não é tirar o tempo das nossas atividades, incluindo as apostólicas, é exatamente o contrário: só se formos capazes de ter uma fiel vida de oração, constante, confiante, será o próprio Deus a nos dar força e capacidade para viver de modo feliz e sereno, superar as dificuldades e testemunhá-Lo com coragem”

O Pontífice lembrou que a oração sempre perpassou a vida de São João Batista, sendo a fonte desse exemplo de força e vida reta e coerente, gasta por Deus para preparar o caminho para Jesus. “Toda a existência do Precursor de Jesus é alimentada por um relacionamento com Deus. (...) Mas João Batista não é apenas um homem de oração, de contato constante com Deus, mas também um guia para este relacionamento”.

O Papa lembrou ainda que as pregações de João Batista procuravam convidar as pessoas não só ao arrependimento,  a fim de preparar o caminho para acolher o Senhor, mas também para reconhecer Jesus como o Cordeiro de Deus. “Tem em si a profunda humildade de mostrar Jesus como o verdadeiro Mensageiro de Deus, colocando-se à parte para que Cristo possa crescer, ser escutado e seguido”. 

Após a catequese, Bento XVI fez uma saudação aos peregrinos de diversas línguas, entre eles os de Brasil e Portugal:

“Amados peregrinos de Portugal e do Brasil, e demais pessoas de língua portuguesa, sede bem-vindos! Uma saudação particular aos fiéis de Chã Grande, Natal e do Rio de Janeiro. Que o exemplo e a intercessão de São João Batista vos ajudem a viver a vossa entrega a Deus sem reservas, sobretudo por meio da oração e da fidelidade ao Evangelho, para que Cristo cresça em vós, guiando os vossos pensamento e ações. Com estes votos, de bom grado a todos abençôo” 

http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=287225

Dia Litúrgico: Dia Litúrgico: 29 de Agosto, Martírio de São João Batista


Evangelho (Mc 6,17-29): Naquele tempo, Herodes tinha mandado prender João e acorrentá-lo na prisão, por causa de Herodíades, mulher de seu irmão Filipe, com a qual ele se tinha casado. Pois João vivia dizendo a Herodes: «Não te é permitido ter a mulher do teu irmão». Por isso, Herodíades lhe tinha ódio e queria matá-lo, mas não conseguia, pois Herodes temia João, sabendo que era um homem justo e santo, e até lhe dava proteção. Ele gostava muito de ouvi-lo, mas ficava desconcertado.

Finalmente, chegou o dia oportuno. Por ocasião de seu aniversário, Herodes ofereceu uma festa para os proeminentes da corte, os chefes militares e os grandes da Galiléia. A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e a seus convidados. O rei, então, disse à moça: «Pede-me o que quiseres, e eu te darei». E fez até um juramento: «Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino». Ela saiu e perguntou à mãe: «Que devo pedir?». A mãe respondeu: «A cabeça de João Batista». Voltando depressa para junto do rei, a moça pediu: «Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista». O rei ficou muito triste, mas, por causa do juramento e dos convidados, não quis faltar com a palavra. Imediatamente, mandou um carrasco cortar e trazer a cabeça de João. O carrasco foi e, lá na prisão, cortou-lhe a cabeça, trouxe-a num prato e deu à moça. E ela a entregou à sua mãe. Quando os discípulos de João ficaram sabendo, vieram e pegaram o corpo dele e o puseram numa sepultura.
Comentário: Fray Josep Mª MASSANA i Mola OFM (Barcelona, Espanha)
João vivia dizendo a Herodes: ?Não te é permitido ter a mulher do teu irmão?
Hoje lembramos o martírio de São João Batista, o Precursor do Messias. A vida toda do Batista gira em torno à Pessoa de Jesus, de forma tal que sem Ele, a existência e a tarefa do Precursor do Messias não teria sentido.

E, desde as entranhas da sua mãe, sente a proximidade do Salvador. O abraço de Maria e de Isabel, duas futuras mães, abriu o dialogo dos dois meninos: o Salvador santificava a João e, este pulava de entusiasmo dentro do ventre da sua mãe.

Na sua missão de Precursor manteve esse entusiasmo ?que etimológicamente significa estar cheio de Deus?, preparou-lhe os caminhos, nivelou-lhe as rotas, rebaixou-lhe as cimas, o anunciou já presente e, o assinalou com o dedo como o Messias: «Eis aqui o Cordeiro de Deus» (Jo 1,36).

No ocaso de sua existência, João, ao predicar a liberdade messiânica a aqueles que estavam cativos dos seus vícios, é encarcerado: «João dizia a Herodes: ?Não te é permitido ter a mulher do teu irmão?» (Mc 6,18). A morte do Batista é a testemunha martirizante centrada na pessoa de Jesus. Foi seu Precursor na vida e, também lhe precede agora na morte cruenta.

São Beda nos diz que «está encerrado, na escuridão de um cárcere, aquele que tinha vindo dar testemunho da Luz e, havia merecido da boca do mesmo Cristo (...) ser denominado lâmpada ardente e luminosa. Foi batizado com seu próprio sangue, aquele a quem antes lhe foi concedido batizar ao Redentor do mundo».

Queira Deus que a festa do Martírio de São João Batista entusiasme-nos, no sentido etimológico do término e, assim cheios de Deus, também demos testemunho de nossa fé em Jesus com coragem. Que nossa vida cristã também gire em torno à Pessoa de Jesus, o que lhe dará seu pleno sentido.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

ESCALA DE MÚSICOS - setembro/2012




Paróquia Nossa Senhora Aparecida

MÊS  DE SETEMBRO /2012



Dia 01 (sábado)

Simone
Dia 02 (domingo)

Alex
Dia 06 (quinta-feira)

Rosana
Dia 07 (sexta-feira)

Bere
Dia 08 (sábado)

Gedalis
Dia 09 (domingo)

Gedalis
Dia 13 (quinta-feira)

Rosana
Dia 14 (sexta-feira)

Glauciane e Fernando
Dia 15 (sábado)

Santa Teresinha
Dia 16 (domingo)

Santa Teresinha
Dia 20 (quinta-feira)

Rosana
Dia 21 (sexta-feira)

Glauciane e Fernando
Dia 22 (sábado)

Bere
Dia 23 (domingo)

Simone
Dia 27(quinta-feira)

Rosana
Dia 28 (sexta-feira)

Bere
 Dia 29 (sábado)

Santa Teresinha
Dia 30 (domingo)

Gedalis









IMPORTANTE:


MÚSICOS: Favor chegar com uma hora de antecedência para uma boa preparação

Santo Agostinho - 28 de Agosto

Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a Graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, no norte da África, em 354, filho de Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus.

Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém, preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existentes tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas, por isso tornou-se membro da seita dos maniqueus.

Com a morte do pai, Agostinho procurou se aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica. Sendo assim, depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica, acabou frequentando, por causa da oratória, os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio. Até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida.

O seu processo de conversão recebeu um "empurrão" quando, na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: "Toma e lê", e assim encontrou na Palavra de Deus (Romanos 13, 13ss) a força para a decisão por Jesus:"...revesti-vos do Senhor Jesus Cristo...não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências".

Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de "perder" sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isto, até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e da Verdade. 


Santo Agostinho, rogai por nós! 



http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

CATEQUISTAS DA DIOCESE DE LORENA SE ENCONTRAM PARA UM RETIRO NESSE DOMINGO EM QUE A IGREJA COMEMORA A VOCAÇÃO DO LEIGO

A Santa Missa na Catedral de Nossa Senhora da Piedade deu início ao nosso encontrão dos catequistas. Em seguida, fomos em procissão cantando e louvando ao Senhor até o colégio São Joaquim.
Contamos com a animação da Banda Gedalis e com a presença de nosso queridíssimo Pe. Rodrigo.
Tivemos palestras com o Profº Felipe Aquino, onde ele falou da importância dos catequistas de terem conhecimento do livro Catecismo da Igreja Católica e, com o Pe. Roque falando-nos da carta do Papa Bento XVI – A porta da Fé.
Um dia de estudo é muito pouco, eles fizeram uma previa apresentação dos mesmos. Enfim, foi um dia de comemoração, já que a Igreja comemorou no último domingo (26/08) a vocação do leigo catequista.
Clique no marcador abaixo em "Catequese eventos" para ver as fotos desse evento.

Aline Mariano
Catequese
Pascom

Entenda as riquezas do Concílio Vaticano II na vida da Igreja

'Nós somos chamados a viver e testemunhar o Evangelho e o Concílio nos ajudou e nos ajuda', declarou Dom Armando


Um verdadeiro "fermento de novidades" na Igreja Católica. Um acontecimento que fez a Igreja retomar a consciência sobre o que ela é e qual é sua missão no mundo. Assim foi o Concílio Vaticano II, que completa 50 anos de existência neste Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI para o período de 11 de outubro de 2012 a 24 de novembro de 2013.

Com 16 documentos publicados, o Concílio enfrenta as dimensões do que é ser Igreja, procurando olhar tanto para sua história quanto para o futuro. Isso foi o que explicou o presidente da Comissão Episcopal Pastoral de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Armando Bucciol.

Ele destacou que, nas próprias orientações do Papa Bento XVI, é possível perceber que o Concílio Ecumênico Vaticano II representou continuidade e ruptura da vida da Igreja. "Eu aceito sem dúvida, como o Papa insiste, que foi continuidade com a história precedente da Igreja; também em si marca a nossa história eclesial e podemos considerá-lo como o evento que o Espírito Santo gerou com a atuação concreta de pessoas, o evento de maior peso do último século da nossa história". 

Em 50 anos, muitas foram as mudanças, de forma que é difícil expressar em poucas palavras tantas alterações. "É todo um movimento de reforma que acontece em diversos âmbitos, começando pela Liturgia, depois no campo do relacionamento da Igreja com o mundo, com as outras religiões. Ousaria dizer que o elemento talvez mais importante é a respeito da Palavra de Deus”, elencou o bispo.

O que levou ao Concílio Vaticano II?

Dom Armando contou que ele era adolescente e estava no seminário quando foi anunciado o Concílio. Ele explicou que a Igreja na época do Papa Pio XII tinha grandes valores e méritos, mas se defendia de um mundo agressor caracterizado pelo materialismo, comunismo e racionalismo. De acordo com o bispo, o sucessor de Pio XII, Papa João XXIII, soube captar os finais dos tempos e compreender a necessidade de mudança na Igreja.

“Ele (Papa João XXIII) percebe que a Igreja deve se abrir, entrar em diálogo, não pode ser uma Igreja fechada e, portanto, eis que propõe o Concílio, como momento de partilha, de busca. Eu acredito mesmo, à luz de tudo aquilo que aconteceu, que foi um grande presente de Deus por meio dos Papas que nossa Igreja recebeu. Com certeza, nesta época em que o Concílio aconteceu, muito coisa precisava ser revista e, com a graça de Deus, isso se deu”.

Documentos
Os frutos que o Concílio trouxe para a Igreja estão organizados em 4 constituições, 3 declarações e 9 decretos. De acordo com Dom Armando, a constituição é algo de peso maior, discorrendo sobre temas como Liturgia, Palavra de Deus e Igreja no mundo contemporâneo, por exemplo. Já os decretos se fundamentam nas constituições, que são as grandes luzes, mas isso não significa que tenham menor valor.

O bispo disse ainda que, nesses documentos, praticamente toda a vida da Igreja é revista à luz da Palavra de Deus, da Tradição e do Magistério. Ele também explicou que o processo para definir uma autocompreensão da Igreja acerca de sua existência e missão envolve o trabalho de comunhão eclesial.

“A Igreja em sua comunhão eclesial, o Papa com todos os bispos, faz uma leitura com a ajuda de um grande número de peritos, assessores, teólogos, que procuram fazer uma revisão nas diferentes dimensões para depois dizer como é que ela se autocompreende e pretende ser em sua caminhada futura”

Ano da Fé: aproveitar as riquezas do Concílio

Diante das riquezas oferecidas pelo Concílio, o bispo acredita ser oportuno retomar os documentos, não ao pé da letra, mas atentando para seus conteúdos essenciais, de forma a captar aquilo que aconteceu no século passado e que ainda hoje precisa ser compreendido. 

“Eu mesmo li dezenas de vezes os documentos, sobretudo os que mais mexem com minha competência específica, sobre Liturgia. Nós podemos perceber que quando se lê e relê, estes documentos são grandes luzes, frutos de tantas cabeças a corações”.

Em especial neste Ano da Fé, Dom Armando acredita que o Papa Bento XVI nos convida a termos uma fé mais sólida, mais madura. Para ele, a luz de Cristo deve iluminar todos os tempos, luz esta que se reflete de formas diferentes em diferentes situações. 

“Penso que é importante que as novas gerações que não viveram a época conciliar procurem conhecer, com uma leitura atenta, profunda e bem fundamentada desses documentos. Nós somos chamados a viver e testemunhar o Evangelho e o Concílio nos ajudou e nos ajuda. 

Leia mais
.: Concílio Vaticano II continua atual, diz Dom Geraldo
.: Igreja comemora 50 anos do Concílio Vaticano II
.: CNBB divulga mensagem pelos 50 anos do Concílio Vaticano II
.: Bispos recordam experiências pessoais no Concílio Vaticano II

PROCLAMAS DE CASAMENTO


Desejam contrair o sacramento do matrimônio na Paróquia Nossa Senhora Aparecida

MARCELO LEITE MARINS
E
ELISANGELA RAMOS PEREIRA DA SILVA

(Cerimônia dia : 22/09/2012 às 20h30)

OBS: Se alguém souber de algum impedimento favor avisar no escritório paroquial. Obrigado! 

Retiro Espiritual para Sacerdotes e Diáconos




O Clero Diocesano de Lorena SP - Nosso Bispo Dom Beni, nossos Sacerdotes e Diáconos estarão reunidos em Retiro Espiritual durante esta semana na Casa de Retiro dos Salesianos em Campos do Jordão. Peçamos ao Espírito Santo que ilumine os nossos pastores e derrame sobre todos sua luz e sua graça nestes dias de crescimento espiritual em busca de um fecundo pastoreio á frente do rebanho do Senhor...

Wagner Souza
Seminarista da Diocese de Lorena

CATEQUISTAS DA DIOCESE DE LORENA SE ENCONTRAM PARA UM RETIRO NESSE DOMINGO EM QUE A IGREJA COMEMORA A VOCAÇÃO DO LEIGO
























FOTOS: ALINE MARIANO
CATEQUESE-PASCOM

Santa Mônica - 27 de Agosto

Neste dia, celebramos a memória desta grande santa, que nos provou com sua vida que realmente "tudo pode ser mudado pela força da oração." Santa Mônica nasceu no norte da África, em Tagaste, no ano 332, numa família cristã que lhe entregou – segundo o costume da época e local – como esposa de um jovem chamado Patrício.

Como cristã exemplar que era, Mônica preocupava-se com a conversão de sua família, por isso se consumiu na oração pelo esposo violento, rude, pagão e, principalmente, pelo filho mais velho, Agostinho, que vivia nos vícios e pecado. A história nos testemunha as inúmeras preces, ultrajes e sofrimentos por que Santa Mônica passou para ver a conversão e o batismo, tanto de seu esposo, quanto daquele que lhe mereceu o conselho: "Continue a rezar, pois é impossível que se perca um filho de tantas lágrimas". 

Santa Mônica tinha três filhos. E passou a interceder, de forma especial, por Agostinho, dotado de muita inteligência e uma inquieta busca da verdade, o que fez com que resolvesse procurar as respostas e a felicidade fora da Igreja de Cristo. Por isso se envolveu em meias verdades e muitas mentiras. Contudo, a mãe, fervorosa e fiel, nunca deixou de interceder com amor e ardor, durante 33 anos, e antes de morrer, em 387, ela mesma disse ao filho, já convertido e cristão: "Uma única coisa me fazia desejar viver ainda um pouco, ver-te cristão antes de morrer". 

Por esta razão, o filho Santo Agostinho, que se tornara Bispo e doutor da Igreja, pôde escrever: "Ela me gerou seja na sua carne para que eu viesse à luz do tempo, seja com o seu coração para que eu nascesse à luz da eternidade". 


Santa Mônica, rogai por nós!



http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/